Pulverização Fitossanitária: velocidade… mais água… menos água… enfim, qual o ideal?

Pulverizacao-fitossanitaria-inquima

Nos últimos anos o trato cultural tem sofrido transformações significativas importantes, por conta da dificuldade para o controle de pragas, invasoras e doenças.

Técnicos e empresários rurais já observaram que o modelo tradicional de pulverização usado ao longo do tempo não se mostra mais eficaz. Também entenderam que a tecnologia de aplicação é uma ferramenta nova que deve e precisa ser usada em benefício da lavoura, a fim de se manter o teto produtivo esperado, com custos adequados. Em alguns casos, com custos mais enxutos.

Sabemos hoje que o volume de água na calda de aplicação é apenas um detalhe no processo e, não uma condição imprescindível. Ao contrário do que muitos imaginam, as menores Taxas de Aplicação são tão eficientes quanto e, até melhores do que os grandes volumes de vazão.

Aplicações com Taxas mais eficientes trazem diversos benefícios, diretos e indiretos: reduzem o consumo de combustível (à hora máquina), aproveitam as melhores janelas do dia, evitam problemas de escorrimento, possibilitam aplicações na presença de orvalho, concentram o Ativo, cobrem mais e melhor o dossel foliar.

No entanto, para se conseguir operar com Volumes de Vazões menores o produtor precisa levar em conta a sua estrutura de trabalho (máquinas e funcionários), a sua topografia, sua condição ambiental e o tipo de cultura cultivada.

Para se ter uma idéia é possível pulverizar atualmente com uma Taxa de 30 L/hectare por via terrestre, com eficácia e segurança! Isso já acontece em muitos lugares do centro-oeste, no norte e nordeste e em algumas regiões do sul do Brasil.

Lavouras de Batata, por exemplo, já trabalham com Vazões de 150 L/hectare, com eficiência agronômica comprovada. Isso não significa que outros volumes deixaram de ser utilizados. Em casos necessários, são usadas variações entre 170 L e até 200 L/hectare.

Em Soja é bastante comum aplicações com 100 L/hectare há alguns anos, com eficácia.

O importante nestas questões é que os responsáveis pelos tratamentos entendam que as aplicações não devem ser engessadas, padronizadas; mas sim, personalizadas. Cada caso, cada fazenda tem a sua peculiaridade.

Velocidade e pontos estratégicos

Outro ponto a ser destacado, diz respeito às velocidades de pulverização. Muitos produtores que adquiriram máquinas Autopropelidas acham que podem aplicar “voando” sobre a lavoura. Operam com velocidades altas, mesmo em áreas onde a topografia é irregular, onde existe a presença de coxilhas e, de vento.

Estas máquinas são realmente muito eficientes, mas, também possuem limitadores naturais ou, seja, devem se r usadas de maneira adequada e com bom senso.

Velocidades superiores a os 15 Km/h na maioria das regiões do Paraná, onde as lavouras possuem solo irregular e o vento é constante, afetam negativamente as gotas aspergidas, tornando a pulverização menos eficiente. Em alguns casos, o excesso de velocidade torna o processo ineficiente.

Dito isso, relembramos pontos estratégicos que devem ser considerados para uma aplicação de sucesso: PONTAS COMPATÍVEIS COM A TAXA DE APLICAÇÃO ESCOLHIDA, PRESSÃO ADEQUADA A PONTA EM USO, VELOCIDADE MODERADA E QUE OSCILE O MÍNIMO POSSÍVEL, TAXAS DE VAZÃO AJUSTADAS AS NECESSIDADES, RESPEITO ÀS CONDIÇÕES AMBIENTAIS E O USO REGULAR DO ADJUVANTE SINTÉTICO – para garantir a melhor deposição possível e reduzir ao máximo as perdas.

O tratamento fitossanitário é uma das etapas de maior trabalho ao longo da safra e, momento de garantir a produtividade da cultura plantada. Quando realizado de maneira correta, garante o sucesso da lavoura naquilo que depende das ações do homem.

Autor: Jeferson Luis Rezende ( RTV Inquima )

Produtos Recomendados

A Inquima desenvolve produtos que melhoram a qualidade e eficácia da aplicação de inúmeras maneiras, reduzindo custos e diminuindo os impactos ambientais. Conheça alguns Adjuvantes de calda Sintéticos, Redutores de deriva, e outros produtos recomendados:

Dúvidas ou Apoio na aplicação?

Lembre-se que, havendo necessidade de APOIO EM CAMPO para solucionar problemas na aplicação, contate um Representante INQUIMA na sua região. Nossos representantes são Agrônomos, Técnicos e Especialistas em Tecnologia de Aplicação, estamos sempre prontos para lhe atender. Preencha os campos abaixo e clique em “ENVIAR” em breve o representante mais próximo de sua região entrará em contato.

Nome*:
 
E-mail*:
 
Telefone*:
 
Cidade e Estado*:
 
Assunto*:
 
Mensagem*:
 

 

contato-inquima3

Inquima

A Inquima atua na linha de produtos com foco em Tecnologia em Aplicação. Modernas técnicas e ciência foram desenvolvidas para dar maior aproveitamento, eficiência no manejo e eficácia no combate às pragas e ervas daninhas da lavoura. Evitando assim o desperdício e preservando o meio ambiente.

Deixe uma resposta